Sábado 31 de Outubro de 2020

Selecção paralímpica com 37 atletas

paraolimpic_games2016A comitiva portuguesa aos Jogos Paralímpicos Rio’2016 vai ser apresentada publicamente esta quarta-feira (dia 31), em Lisboa, onde o Comité Paralímpico de Portugal divulgará também as expectativas que estão (ou podem ser) criadas para que Portugal possa voltar a estar presente no pódio de algumas competições, em especial no atletismo e no boccia, e regresso ao país com o ouro, a prata ou o bronze, o que se tem tornado cada vez mais difícil face ao surgimento de representantes de novos países e mais capacitados, naturalmente dentro das deficiências que cada um é portador.

Considerando o afastamento da delegação russa – devido ao “doping de estado” que proliferou naquele país, cujo processo se encontra ainda pendente de mais algum tipo de sanções – a comitiva portuguesa subiu, nos últimos dias, para 37 participantes, somando mais oito aos 29 entretanto apurados, no que será a terceira maior de sempre.

A maior foi em Sydney (52) em 2000 e em Atenas (41) em 2004, se bem que o número de modalidades também tenha passado de cinco para sete, o que é um convite a uma boa participação dos nossos representantes, que tem conquistado muitas medalhas nas competições destinados à área das várias deficiências, recordando-se ainda que, em 2012, Portugal esteve presente com 30 participantes, apenas em cinco modalidades.

Face à obrigatória redistribuição de vagas entretanto abertas, a comitiva nacional é acrescentada de sete representantes no atletismo (Carina Paim, Érica Gomes, Gabriel Machi, Odete Fiuza, Mário Trindade, Miguel Monteiro, Nuno Alves) e David Carreira, na natação.

Os Jogos Paralímpicos decorrerão de 7 a 18 de Setembro, sendo o dia inicial destinado à cerimónia de abertura, acrescentando-se que esta é a nona presença consecutiva de Portugal em Jogos Paralímpicos, onde os medalhados de Londres (Lenine Cunha – medalha de bronze no salto em comprimento – e Armando Costa, Luís Silva e José Carlos Macedo, prata no Boccia (BC3) – voltam a estar em actividade.

De registar o regresso, em relação a Londres, de Luís Gonçalves, que mão esteve presente por ter registado um controlo positivo para dopagem.

No boccia, Portugal subiu de nove para 10 representantes, entre os quais figuram dois dos três que conseguiram medalhas em Londres: Armando Costa e José Carlos Macedo. Luís Silva, o outro medalhado em Londres2012, lesionou-se e foi substituído por Mário Peixoto.

Na natação, Portugal aumentou de quatro para cinco representantes, em relação a Londres 2012, sendo David Carreira o único atleta estreante em Jogos Paralímpicos.

No ciclismo, Portugal vai estar representado por Luís Costa e Telmo Pinão, enquanto Ana Mota Veiga será cavaleira lusa nas competições de equitação.

Nas modalidades nas quais Portugal se estreia, Adelino Rocha será o representante no tiro, e Miguel Vieira no judo.

No total, estarão na competição cerca de 4.300 atletas de 176 países, de acordo com a informação veiculada pelo Comité Organizador.

Os atletas portugueses que estarão nos Jogos Paralímpicos’2016 são:

Atletismo (17):

- Ana Filipe – salto em comprimento – classe T20

- Érica Gomes – salto em comprimento – classe T20

- Carina Paim – 400 metros – T20

- Carolina Duarte – 100 metros e 400 metros – classe T13

- Cristiano Pereira – 1.500 metros – classe T20

- Odete Fiúza – 1.500 metros – T11

- Graça Fernandes – 100, 400 e comprimento – classe T38

- Hélder Mestre – 100 metros e 400 metros – classe T51

- Inês Fernandes – lançamento do peso – classe F20

- Jorge Pina – maratona – classe T12

- Lenine Cunha – salto em comprimento – classe T20

- Luís Gonçalves – 200 metros e 400 metros – classe T12

- Manuel Mendes – maratona – classe T46

- Gabriel Machi – maratona – classe T 12

- Mário Trindade – 100 e 400 metros T52

- Miguel Monteiro – peso – classe F40

- Nuno Alves – 5.000 e 1.500 metros – T11

Boccia (17):

- António Marques – individual e equipas – classe BC1

- Abílio Valente – individual e equipa – classe BC2

- Armando Costa – individual e pares – classe BC3·

- Carla Oliveira – pares – classe BC4

- Cristina Gonçalves – individual e equipas – classe BC2

- Domingos Vieira – individual e pares – classe BC4

- Fernando Ferreira – individual e equipas – classe BC2

- José́ Macedo – individual e pares – classe BC3

- Luís Silva – individual e pares – classe BC3

- Pedro da Clara – individual e pares – classe BC4

Ciclismo (2):

- Luís Costa – contra-relógio e fundo – classe H5

- Telmo Pinão – contra-relógio e fundo – classe C2

Equitação (1):

- Ana Mota Veiga – individual e Freestyle – classe 1A

Judo (1):

- Miguel Vieira – menos 66 kg

Natação (5):

- David Grachat – 50 metros livres, 100 metros livres, 400 metros livres – classe S9

- Joana Calado – 100 metros bruços – classe SB8

- David Carreira – 100 metros mariposa – Classe S 8

- Nelson Lopes – 50 metros costas, 200 metros livres – classe S4

- Simone Fragoso – 50 metros livres, 50 metros costas, 50 metros mariposa, 200 metros

estilos – classe S5

Tiro (1):

- Adelino Rocha – Pistola a 10, 25 e 50 metros

As competições iniciam-se no dia 8, onde Portugal terá quatro atletas em actividade: Nuno Alves (5.000 metros), Luís Gonçalves (400 metros), Graça Fernandes (100 metros), no atletismo, e Miguel Vieira (judo – 66 kg).

A participação portuguesa pode ser acompanhada ao pormenor no site do Comité Paralímpico de Portugal e nas redes sociais (Facebook, Youtube, Instagram e Twitter).

© 2020 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.