Quarta-feira 23 de Maio de 2863

Atletismo português em eleições

fed port atletismo2011Com o encerramento de um ciclo olímpico e o início de outro (2017/2020), todas as federações de modalidades que integrem os jogos olímpicos entram em fase de eleições.

Algumas já promoveram o acto eleitoral e outras preparam-se para esse efeito, como é o caso do Atletismo.

Sabendo-se que duas listas vão lutar pela vitória, uma delas (para já conhecida como da oposição à que se encontra a gerir a modalidade) deu o primeiro passo ao promover uma apresentação pública

António Nobre, ex-vice presidente quando Fernando Mota presidia aos destinos do atletismo nacional, foi o primeiro a entrar na linha de partida, restando saber que argumento terá para chegar ao triunfo.

Na alocução feita, Nobre aludiu a vários problemas de que padece a Federação, propondo-se fazer melhor, para o que conta com um conjunto de personalidades maioritariamente oriunda da modalidade, o que pode jogar a seu favor.

Albertina dias, a única atleta portuguesa que conquistou as três medalhas (ouro, prata e bronze) nos mundiais de crosse, é uma figura de proa, assim como a olímpica Susana Feitor, uma das que mais presenças conquistaram em Jogos Olímpicos.

Antigos atletas como o marchador Paulo Alves (que já dirigiu o programa do desporto escolar) e Sandra Turpim fazem a simbiose entre os mais novos e os mais antigos, onde cabe ainda José Barros, que está destinado para Director Técnico Nacional.

Aguarda-se que Jorge Vieira, actual presidente, dê o primeiro passo para se saber quem é quem.

© 2864 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.