Sábado 23 de Janeiro de 4190

Espanhol Vicente Mateos venceu etapa chegada no Sameiro

80ª Volta a Portugal Santander 2018

PODIUM / Paulo Maria

Vicente Garcia de Mateos, outro ciclista espanhol na crista da onda, venceu, esta sexta-feira, a ligação Barcelos-Braga (8ª etapa), com a chegada a ter lugar no Alto do Sameiro, depois de percorridos 147,6 km, nesta 80ª Volta a Portugal Santander.

Num dia em que os ciclistas da fuga chegaram a pensar que o esforço poderia ser recompensado com a discussão da vitória de etapa, os protagonistas acabaram por ser novamente alcançados pelo quarteto que lidera a classificação geral.

Vicente García de Mateos ganhou pela segunda vez, agora em Braga. O espanhol da Aviludo-Louletano-Uli chegou na frente do sprint onde estiveram João Benta (Rádio Popular-Boavista) e Joni Brandão (Sporting-Tavira) entre outros.

A Aviludo-Louletano-Uli preparou o caminho para o chefe de fila que aguentou o ataque de Edgar Pinto e no sprint veio muito de trás para apanhar um Raúl Alarcón que estava a ver a meta aproximar-se, quando Mateos passou por ele como uma flecha. João Benta (Rádio Popular-Boavista) conseguiu reentrar na frente quando o quarteto não se entendeu para ir discutir a etapa. Colou-se à roda de Mateos, mas o espanhol foi mais forte.

A W52-FC Porto controlou grande parte da oitava etapa entre Barcelos e Braga. A Efapel esteve mais resguardada já que tinha Rafael Silva na fuga e acabou por ser a equipa de Loulé a meter um ritmo infernal na corrida. O pelotão ficou partido em vários grupos e os 11 homens que haviam andado escapados viram uma diferença que chegou a ser mais de seis minutos, ficar reduzida a zero.

“Foi um final explosivo que culminou no bom trabalho da equipa. Estamos a tentar lutar pela geral colectiva e vamos continuar amanhã e no contrarrelógio. Está a ser uma edição complicada e sábado vai ser ainda mais”, afirmou Mateos, já a pensar no que espera o pelotão na Senhora da Graça.

Apesar de Joni Brandão reiterar que continua concentrado em ganhar a Volta a Portugal – é segundo classificado, tirando a Camisola Amarela Santander a Raúl Alarcón, não desperdiçou a oportunidade para ficar dono da Azul Liberty Seguros, liderando a classificação da montanha.

80ª Volta a Portugal Santander 2018

PODIUM / Paulo Maria

O basco Xuban Errazkin quebrou na última subida do dia, na segunda passagem pelo Sameiro, mas a Camisola Branca RTP da juventude continua a pertencer ao da Vito-Feirense-Blackjack. O terceiro classificado da geral, Vicente Mateos, continua a ser o mais regular e depois do triunfo em Braga reforçou ainda mais a Camisola Verde Rubis Gás dos pontos.

Felgueiras dá a partida para a festa na Senhora da Graça.

É sempre um dos dias mais esperados da Volta a Portugal, ou não fosse a etapa Rainha e a festa do ciclismo será maior porque a classificação está por definir.

O Monte Farinha, em Mondim de Basto, vai ajudar certamente a perfilar melhor os candidatos ao triunfo. Antes da subida final, a prova tem duas primeiras categorias, no Alto da Barra e no Barreiro, já na segunda metade dos 155,2 quilómetros que vão começar em Felgueiras. Será a última tirada em linha. No domingo será dia de contra-relógio em Fafe.

Há muito que não se via, por um lado, uma competição tão homogénea como esta, em que a luta está ao rubo no capítulo individual e colectivo, pelo que o percurso de Felgueiras a Mondim de Basto, poder ser o “grito do Ipiranga” para dar uma sapatada numa certa “melancolia” porque passa.

Duas contagens de primeira categoria poderão “despoletar” grande paixão (e ou razão) para alguém, que não se dê bem no contra-relógio, pode aproveitar o Alto da Barra e o Barreiro para “abanar” toda a volta’2018.

Esperemos para ver!.

© 4190 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.