Quarta-feira 22 de Janeiro de 2020

Selecção feminina de Futebol empatou (1-1) com a Finlândia

FPF

FPF

A Selecção Nacional feminina empatou, esta terça-feira, com a Finlândia (1-1), no que foi o segundo jogo no Grupo E de qualificação para o Europeu de 2021. Um penálti de Cláudia Neto deixou a formação portuguesa em vantagem aos 32 minutos, mas as nórdicas empataram de bola parada no final da segunda parte. 

Com este resultado, Portugal mantém-se no terceiro lugar, com quatro pontos, atrás da Escócia, que soma seis, e da Finlândia, que lidera com dez pontos e mais dois jogos disputados na qualificação.

A equipa portuguesa iniciou o jogo com energia, organização e autoridade, indiferente à chuva que se fez sentir em Famalicão e ao estado pastoso do terreno de jogo, que acusou a intempérie.

O “sol” começou a surgir quando Cláudia Neto foi travada em falta na área das nórdicas. A capitã de Portugal, que já tinha feito um ‘hat-trick’ à Finlândia, na caminhada rumo ao Europeu de 2017, foi chamada a transformar o castigo máximo e não facilitou, deixando Portugal com a vantagem que merecia.

As nórdicas, que testaram os reflexos da guarda-redes Inês Pereira na primeira parte, sofreram e suaram muito para travar as comandadas de Francisco Neto, mas conseguiram restabelecer a igualdade nos instantes finais, num lance de bola parada, golo marcado por Sallstrom (90’)

Recorde-se que a vencedora de cada um dos nove grupos de qualificação apura-se para a fase final do Europeu de 2021, tal como as três melhores segundas. As seis restantes que terminem no segundo lugar disputam um ‘play-off’.

Ao site da FPF, o seleccionador nacional, Francisco Neto, salientou que “é um sentimento estranho. Fomos claramente superiores. Fomos a melhor equipa em campo, que mais dominou, mais procurou ter bola, que melhores oportunidades criou. Nunca é fácil sofrer um golo aos 90 minutos. Estou feliz pelo que as jogadoras conseguiram, pelo seu carácter. Mesmo depois do golo sofrido, voltámos a crescer e a ir para a área delas. É preciso valorizar isso. Infelizmente, não saímos daqui com o resultado que queríamos, mas produzimos o suficiente para conseguir os três pontos.”

Sob a direcção da árbitra Cheryl Foster (País de Gales), as equipas alinharam:

Portugal – Inês Pereira, Ana Borges, Sílvia Rebelo, Carole, Mónica Mendes, Dolores Silva, Vanessa Marques (Carolina Mendes, 90+2′), Tatiana Pinto (Fátima Pinto, 80′), Cláudia Neto – Cap. (Andreia Norton, 85′), Jéssica Silva, Diana Silva.

Finlândia – Korpela – Cap., Hyrynen, Anna Westerlund, Natalia Kuikka, Emma Koivisto, Summanen (Kollanen, 59′), Franssi, Emmi Alanen, Juliette Kemppi (Daniellsson, 77′), Ria Öling, Sällström.

Disciplina: Amarelos – Ana Borges (79′).

 

© 2020 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.