Domingo 23 de Fevereiro de 2020

Rui Pinto venceu e bateu recorde de Carlos Lopes na São Silvestre da Amadora

s silvestre amadora 2019

SSilvestre Amadora 2019 / Pedro Melim Photography

Rui Pinto (Benfica) conquistou a quinta vitória na São Silvestre da Amadora – que cumpriu esta terça-feira a 45ª edição – e, com isso, passou a liderar o rol dos vencedores, considerando que juntou mais um título e desempatou com o campeão olímpico Carlos Lopes, que dominou até 1985.

Pinto cumpriu os 10 km no tempo de 29.44, à frente de Paulo Paula (Run Tejo) com 30.03 e de Samuel Freire (Benfica), que terminou com 30.09. Seguiram-se Licínio Pimentel (Sporting), com o mesmo tempo e Hugo Correia (São João do Campo), com 30.32.

Na prova feminina, a sportinguista Ana Mafalda Ferreira alcançou o segundo título consecutivo com o registo de 34.38, seguida de Emília Pisoeiro (Recreio Águeda) com 34.47 e de Solange Jesus (Sporting), com 35.11, classificando-se ainda Carla Martinho (Recreio Águeda) com 35.27 e Susana Cunha (também do Recreio de Águeda) com 35.36.

Completaram a prova 1.806 participantes, o que é um novo recorde, que a cidade da Amadora merece, onde cerca de cem mil pessoas viram a corrida.

Registe-se que a campeã olímpica Rosa Mota foi a madrinha da prova terminou com o tempo de 39.30 (140º lugar na geral masculina/feminina), vencendo o seu escalão (60/64 anos) na categoria de veteranas.

De regresso à “competição”, a nossa campeã olímpica mostrou como se corre.

 

© 2020 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.