Quinta-feira 03 de Dezembro de 2020

Benfica e Sporting de Braga na liderança dos respectivos grupos na Liga Europa

Benfica e Sporting de Braga averbaram mais uma vitória (a segunda) na fase de grupos da Liga Europa e estão de pedra e cal no comando, pelo que deram um passo importante para poderem conquistar o apuramento para os oitavos-de-final, ainda que faltem mais quatro jogos.

Fernando Correia / JDM

Fernando Correia / JDM

No Estádio da Luz, o Benfica não se entendeu com o sistema defensivo (5x4x1) apresentado pelo Standard de Liège e teve grandes dificuldades para organizar o ataque, a que se junta ainda a ausência de um ou dois jogadores que conseguissem “desembrulhar” a defesa dos belgas.

Apesar de ter maior posse de bola, o esférico não fluía para a baliza belga, nem mesmo a conquista de pontapés de cantos, porquanto à meia hora ainda só tinha conseguido dois, sinal de que também não havia espaço para rematar.

Só aos 39’ é que Pizzi fez o gosto ao pé, com um remate de fora da área, mas a bola a ir para fora da baliza, tal como tinha acontecido antes com Waldschmidt (16’) e depois com Everton (45+1’) que a defesa evitou males maiores ao afastar a bola da área.

No segundo tempo, na primeira jogada para a baliza belga, Waldschmidt entrou na grande área dos belgas e Bokadi tocou na perna do atacante, que o fez cair, com o árbitro a assinalar a respectiva grande penalidade.

Chamado à marcação, Pizzi, concentrado, rematou para um lado e o guarda-redes foi para o outro, confirmando o 1-0 (49’).

Fernando Correia / JDM

Fernando Correia / JDM

Poder-se-ia pensar que os belgas iriam abrir mais um pouco, para tentar recuperar o golo, mas foi sol de pouca dura. Conseguindo um canto, o Standard teve oportunidade de criar perigo mas a bola, centrada por Anallah, foi ter a Vanheusden que atirou forte mas que Odysseas defendeu.

Darwin (63’) adiantou-se com a bola e rematou forte para o segundo poste mas a bola saiu ao lado.

Na resposta, o Benfica chegou à grande área belga com Nuno Tavares na dianteira que, no despique com o defesa Fai, cai e o árbitro apontou de imediato para grande penalidade.

Waldschmidt foi chamado a cobrar a falta e fez o segundo golo, com a bola a entrar ao ângulo superior, não dando qualquer hipótese de defesa ao guardião belga, passando o resultado para 2-0, decorridos que foram 66’.

Depois de um conjunto de substituições nas duas equipas, o Benfica acabou por fixar o resultado em 3-0, depois de Seferovic passar a bola para trás, o defesa Laifis fez o corte incompleto e a bola foi ter com Pizzi, que fez (76’) o seu segundo golo e o terceiro da equipa.

Fernando Correia / JDM

Fernando Correia / JDM

 

Com esta desvantagem, o Standard quase “desistiu” de jogar e o jogo terminou aos 90+3’, para garantir a liderança benfiquista no grupo D da Liga Europa.

Poucas horas antes, o Sporting de Braga venceu (2-1) os ucranianos do Zorya e confirmou-se como um dos primeiros classificados (a par do Leicester, que também ganhou) do grupo G da mesma competição.

Com dois golos de “rajada” nos primeiros 11 minutos de jogo, os bracarenses abriram caminho para um triunfo significativo (desforrando-se, para já, da eliminação que sofreu anos atrás).

Paulinho (3’) e o estreante Gaitán (11’) marcaram para os bracarenses, enquanto o golo do Zorya foi obtido por Ivanisenya já no período de compensação (90+6’).

Fernando Correia / JDM

Fernando Correia / JDM

Neste grupo o Braga segue a par do Leicester, ambos com o mesmo “goal average” (5-1).

O terceiro jogo de cada um dos grupos será realizado no dia 5 de Novembro, com o Benfica a voltar a jogar em casa, frente ao Rangers, que também tem duas vitórias.

© 2020 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.