Domingo 12 de Junho de 0371

Sporting entra em 2021 como líder

DR / Liga Portugal

DR / Liga Portugal

Com uma vitória tangencial, produto de uma partida difícil ante o Belenenses SAD no Estádio Nacional (Jamor), o Sporting entra em 2021 como líder, mantendo uma sequência de pontos positivos que o mantém no primeiro lugar da classificação da Liga NOS, após os jogos disputados neste domingo.

Face ao referido, apesar de ter marcado primeiro (5’) por Tiago Tomás, os leões sofreram o empate pouco depois (14’) com uma boa resposta de Miguel Cardoso, que recolou a partida empatada, justificando, afinal, o desenvolvimento da partida.

A percentagem final de posse de bola (58/42%) diz bem da “repartição” da bola porquanto, na questão dos remates, foram os donos da casa (emprestada) que estiveram sempre por “cima”, dado que os leões “perderam” em ambos (7-11, dos quais 4-7 para a baliza), numa “luta” que durou ao longo de toda a partida.

O Sporting chegou ao triunfo (24’) com um golo obtido por João Mário, na marcação de uma grande penalidade, resultado que se registou ao intervalo mas que ainda podia ser alterado nos 45 minutos finais.

Por um lado, com a maior posse da bola, os leões foram “arrefecendo” (com a ajuda da temperatura verificada na zona do Estádio, na ordem dos 9/10º) algum “forcing” do Belenenses SAD, que só terá tido “benefícios” a 23’ do fim da partida, quando Tomás Ribeiro foi expulso e terá contribuído para o menor rendimento do adversário.

Mas como o que conta é o resultado final, o Sporting cumpriu mais uma missão e somou mais três pontos, os suficientes para continuar a comandar o pelotão dos dezoitos magníficos da Liga NOS.

Nos outros encontros desta primeira parte da 11ª jornada, o Gil Vicente foi ganhar a um Famalicão algo “frio” – considerando a temperatura verificada – e que não aproveitou o factor casa (mais frio porque ainda não há público presente nas bancadas).

Do ponto de vista da “frieza” mental, os homens de Barcelos souberam reunir as maiores virtudes (rematar mais ao fazer 8-7, dos quais 3-1 para a baliza) por onde construíram o triunfo tangencial

(1-0), com um golo da autoria de Claude Gonçalves (40’).

À mesma hora, o Nacional (Madeira) recebeu e derrotou (2-0) o Tondela, com golos marcados por Ruben Micael (1’) e Riascos (68’), numa partida em que os visitantes foram mais activos nos remates (13-10), muito embora nos remates para a baliza os madeirenses (4-2) duplicaram as oportunidades e chegaram ao triunfo.

De salientar as expulsões de Machado (28’) e Khacef (90+6’), ambos do Tondela, o que o impediu de poder dar mais luta e, quem abe, modificar o resultado final, atendendo a que em jogo jogado os da casa se ficaram pelos 54/46% de posse de bola.

Por último, o Farense jogou em casa e não foi além de um empate (1-1) frente ao Paços de Ferreira, ainda que o resultado fosse como que uma “bênção” para os algarvios, porquanto os visitantes dominaram em toda a linha (55/45% na posse de bola, 13-3 nos remates, dos quais 3-1 para a baliza).

Tanque, uma vez mais, marcou o quarto tento na competição, ao abrir o activo na marcação de uma grande penalidade (60’), colocando o Paços na liderança, enquanto Ryan Gauld também chegou ao quarto golo (74’), e chegou ao resultado final, num encontro em que se registaram nove cartões amarelos (3 para o Farense e 6 para o Paços).

Nesta segunda-feira, lugar aos jogos Rio Ave-Marítimo (18h45) e Boavista-Sporting de Braga (21h).

A ronda 11 concluir-se-á na terça-feira, com os encontros Benfica-Portimonense (18h), Moreirense-Santa Clara (18h45) e Guimarães-F. C. Porto (21h).

 

© 0372 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.