Quarta-feira 17 de Abril de 2024

Portugal com três atletas em finais no Mundial de pista curta em Glasgow

Atl-MundialPistaCurta-01-03-2024

FPA / Sportmedia

Com o apuramento para as finais de Salomé Afonso e Isaac Nader (ambos nos 1.500 metros) e João Coelho (400 metros), a primeira ronda do Mundial de pista curta (atletismo) começou da maneira mais extraordinária de sempre para Portugal, com a cidade de Glasgow a ficar registada para sempre nos anais da história do atletismo português.

Salomé Afonso esteve excelente no apuramento para a final nos 1500 metros, obtendo um segundo lugar (4.07,55, a apenas 30 centésimos do recorde pessoal) de alto nível, em prova ganha pela etíope Welteji, sendo que as três primeiras foram apuradas diretamente.

Ante a categoria das presentes, a atleta portuguesa não se intimidou, nem pensou nas adversárias, defendendo sempre a sua posição em zona de qualificação, e nas últimas duas voltas definiu-se tudo, com a etíope Welteji a sair para a frente e Salomé Afonso a terminar na segunda posição.

“Num grande campeonato, finalmente, senti que estive ao nível do que tenho treinado. Acho que até agora não tinha replicado as valências que tinha demonstrado em treino. Hoje até foi um dia um pouco diferente porque contrariamente ao que ouvimos dizer, manter a rotina, tentei fazer o contrário, mantive-me mais calma. Tentei correr a gastar o mínimo de energia possível. Estar atenta a quem vinha por trás”, afirmou a atleta que estará na final, no próximo domingo às 21h45.

Isaac Nader, participando na terceira série eliminatória, o português enfrentou adversário de bom nível e ainda um percalço: o peso de um dos finalistas foi diretamente para a pista, não para o setor… Um susto maior que o dos adversários. Nas últimas voltas, uma colocação para as decisões e uma queda de dois atletas, o etíope Mehari e o mexicano Herrera. Mas Nader estava atento e terminou a corrida em primeiro lugar, com a marca de 3m45s50”.

“Estas corridas são muito complicadas, porque são muito táticas, acima dos 3m40s, os últimos 300 metros são sempre mais rápidos. Mas eu fui normal, porque preparámos bem este campeonato do mundo, quero melhorar o 10º lugar do meu último mundial. Estou feliz porque a minha namorada, a Salomé, também conseguiu o apuramento para a final e isso é motivo para estarmos satisfeitos com o trabalho que estamos a fazer. Quanto à final, será uma corrida diferente”, disse o recordista nacional dos 1500 metros. A final está marcada para domingo, às 21h30.

João Coelho produziu um feito extraordinário ao conseguir o apuramento para a final dos 400 metros, com a marca de 45,98 segundos, o segundo recorde de Portugal que bateu no mesmo dia!

“Estou muito feliz, não tenho palavras para descrever o que estou a sentir. Bater o recorde de Portugal duas vezes no mesmo dia, especialmente por descer abaixo dos 46 segundos e atingir a final, deixa-me mesmo muito feliz. Sendo a minha primeira prestação num mundial e atingir a final é incrível”, referiu o atleta, muito cansado, mas querendo continuar a melhorar e a crescer, pois o sonho é chegar a uma final noutros grandes campeonatos. Amanhã será uma sensação nova”, concluiu.

Na outra meia-final correu Omar Elkhatib, que ficou no sexto lugar, com a marca de 47,78 segundos, que referiu “calhei numa pista má, muito lenta, mas estou muito feliz por este resultado. Estou grato com todos os que me apoiaram até aqui”.

Este sábado, contará com as presenças de Lorene Bazolo (quinta eliminatória, 11h48) e Rosalina Santos (sexta eliminatória, às 11h55), nos 60 metros, enquanto, da parte da tarde, terão lugar as finais do triplo-salto, com Tiago Pereira (19h40) e dos 400 metros, com João Coelho (21h10).

Nacionais de pista curta para os sub23 em Pombal

A Federação Portuguesa de Atletismo, com o apoio da Associação de Leiria e do Município de Pombal, leva a efeito, este sábado e domingo, os Campeonatos Nacionais de Pista Curta para os sub-23 no Expocentro, em Pombal.

Será a 21ª edição destes campeonatos que apenas se realizaram individualmente na primeira edição. A partir daí começou a contar com a classificação coletiva, com Benfica e Sporting a dominarem no histórico. Em masculinos, o Benfica triunfou em 16 edições e o Sporting três.

A competição feminina conheceu mais de dois clubes como vencedores. O Sporting e o Benfica venceram sete (cada um), o Estreito (da Madeira) ganhou dois, enquanto F. C. Porto, Sporting de Braga e JOMA conseguiram um título.

O Benfica tem mais vitórias individuais masculinas (122, contra 49 do Sporting), enquanto o Sporting soma mais vitórias individuais femininas (75, contra 54 do Benfica).

Estes Campeonatos Nacionais de Sub-23 (provas combinadas incluídas), incluem também os nacionais de Pentatlo e Heptatlo em absolutos.

 

© 2024 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.