Segunda-feira 22 de Julho de 2024

“Temos a certeza que será uma Missão bem-sucedida”, salientou Marcelo Rebelo de Sousa sobre Portugal nos Jogos Paris’2024

PARIS 2024 - Apresentação da Missão de Portugal,

Ricardo Caseiro / Jogada do Mês

Numa previsão que, no início do projeto Paris’2024, apontava para um pecúlio de quatro medalhas – igualando Tóquio’2020, em 2021 – ninguém ousou, no encontro no Palácio de Belém, abordar o tema.

Na base deste “distanciamento” estão duas razões fortes (ausência, por lesão, das atletas Auriol Dongmo (peso) e Patrícia Mamona (triplo), que seriam sérias candidatas ao pódio.

Situação que o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa aproveitou para dizer que “temos a certeza que será uma missão bem-sucedida. Bem-sucedida no ir mais além, mais forte, mais alto, mas também mais aberto, mais compreensivo, mais dialogante”, afirmação compreensível e ouvida pela vice-presidente da Assembleia da República, Teresa Morais, o ministro dos Assuntos Parlamentares – que tutela o desporto -, Pedro Duarte, e a embaixadora de França em Portugal, Hélène Farnaud-Defromont, entre muitos convidados.

A comitiva é composta por 73 atletas – com uma maioria do sexo feminino – de 15 modalidades, que vão competir em 67 eventos de medalha, nos Jogos Olímpicos Paris 2024, os atletas da Equipa Portugal. E que têm um país confiante a apoiá-los, segundo garantia dada pelo Presidente da República esta segunda-feira, no Palácio de Belém.

PARIS 2024 - Apresentação da Missão de Portugal,

Ricardo Caseiro / Jogada do Mês

Marcelo Rebelo de Sousa abriu o discurso com uma citação particular: “Antes de três palavras dedicadas ao nosso encontro de hoje, uma palavra ao presidente do Comité Olímpico. É muito simples: estes atletas não precisam desse exemplo, mas se precisassem de um exemplo, de alguém que tem demonstrado na sua vida, de forma constante, persistente, uma capacidade de lutar sem limites teriam em si um exemplo.”

Depois, referiu que “as três palavras são gratidão, Portugal e paz. Gratidão a todas e a todos que, nos últimos três anos, tudo fizeram para estarmos, como estaremos, em França, para defender Portugal e para promover a paz.”

Continuando: “a segunda palavra é precisamente Portugal. Não é por acaso que o hino escolhido fala na Minha Bandeira, uma música dos Xutos e Pontapés, depois interpretada pela equipa da RFM [e também alguns atletas], que todos as portuguesas e portugueses compreendem o que significa. Estareis em França a lutar por uma comunidade que todos os dias constrói Portugal. Se há um português aí está Portugal.”

Para finalizar, a terceira palavra, paz: “Portugal estará presente com uma mensagem de paz, num mundo que é um mundo de ódio, de desavença, de confronto, às vezes de indiferença, de guerra. Portugal quer ser portador de uma mensagem de paz. Estamos todos unidos e gratos convosco, por Portugal, ao serviço da paz.”

Marcelo Rebelo de Sousa recebeu uma camisola da Equipa Portugal, que faz parte do traje oficial para Paris 2024.

PARIS 2024 - Apresentação da Missão de Portugal,

Ricardo Caseiro / Jogada do Mês

O presidente do Comité Olímpico de Portugal, José Manuel Constantino, aproveitou para “dar uma palavra de agradecimento para o atual Governo, com o qual trabalhámos nos últimos três meses, mas também para o anterior Governo. Alimenta-nos o sonho de alguns destes atletas chegarem ao pódio, outros de serem finalistas e outros de ficarem nos 16 primeiros e, outros ainda, sonham vivenciar uma experiência única à escala global. Sonhos que todos esperamos que possam concretizar. Como dizem os homens do mar, que os ventos lhes sejam favoráveis.”

José Manuel Constantino voltou a citar Manuel Alegre para incentivar os atletas da Equipa Portugal: “Mais do que ser primeiro/Herói é quem/Sabe dar-se por inteiro/E dentro de si mesmo, ir mais além…’ “É isso que eu espero, que cada um de vós possa ir mais além e dessa forma possam cumprir os vossos sonhos e das vossas famílias e dos vossos dirigentes e encha de alegria os portugueses e possam honrar Portugal.”

 

PARIS 2024 - Apresentação da Missão de Portugal,

Ricardo Caseiro / Jogada do Mês

Ana Cabecinha e Fernando Pimenta porta-estandartes em Paris 2024

O presidente do COP aproveitou para anunciar que Ana Cabecinha, participante em quatro Jogos Olímpicos – Pequim 2008, Londres 2012, Rio 2016 e Tóquio 2020 -, e Fernando Pimenta, que esteve em Londres 2012, Rio 2016 e Tóquio 2020, serão os porta-estandartes de Portugal na Cerimónia de Abertura em Paris, no dia 26 de julho.

Marco Alves, chefe da Missão de Portugal, e Catarina Monteiro, sua adjunta, fizeram a entrega das bandeiras ao Presidente da República, que simbolicamente as entregou a Ana Cabecinha e Fernando Pimenta.

Antes, a Equipa Portugal esteve reunida numa sessão de trabalho dirigida por Marco Alves, nas antigas instalações do Museu Nacional dos Coches, para acertar questões de organização, comunicação, marca, antidopagem e de segurança.

PARIS 2024 - Apresentação da Missão de Portugal,

Ricardo Caseiro / Jogada do Mês

Na apresentação aos Órgãos de Comunicação Social, Diana Gomes, presidente da Comissão de Atletas Olímpicos, aludiu à figura mitológica de Hércules, construtor do estádio Olímpico, para caraterizar o desafio que se coloca aos atletas numa conjuntura mundial difícil como é a atual. “O Comité Olímpico e a Comissão de Atletas Olímpicos, cientes deste contexto, encontram-se à imagem do construtor do estádio Olímpico, procurando sempre criar as melhores condições para que a beleza do desporto vença e se sobreponha ao que se apresenta de negativo, de nefasto neste mundo. Os atores deste exemplo de beleza e de glorificação do ser humano serão vocês, os nossos atletas, aos quais nós e certamente toda a sociedade e toda a humanidade estarão gratas. Acompanhar-vos-emos, apoiar-vos-emos, estaremos sempre convosco.”

Depois dos anteriores Jogos Olímpicos terem sido realizados em Tóquio e superados em condições adversas como foram as postas pela pandemia, Marco Alves lançou um aviso quanto à ideia de menor exigência que possa caraterizar Paris 2024, afirmando que “não nos podemos deixar iludir por esta proximidade, e diria até, muitas das vezes, pela facilidade que é ter uns Jogos Olímpicos aqui à porta. Se o contexto europeu ajuda, por um lado, complica por outro. Se é fácil chegar a Paris, não devemos desperdiçar essa oportunidade.

PARIS 2024 - Apresentação da Missão de Portugal,

Ricardo Caseiro / Jogada do Mês

Teremos de ser vigilantes e responsáveis pelo que cada um de nós representa. Serão 73 os atletas que levarão o nome de Portugal literalmente às costas. Será em Paris, mas também em Châteauroux [Tiro com Armas de Caça], em Marselha [Vela] e na Polinésia Francesa [Surf] que cada um deles terá a honra e o orgulho de vestir e representar as nossas cores. Teremos a maior representação feminina de sempre nuns JO, e teremos também mais de metade da nossa equipa que cumpre o sonho olímpico pela primeira vez.”

Acima de tudo com espírito desportivo, fair play e ética, cumprindo as regras e envolvendo-se numa convivência saudável entre todos os participantes, para o bem da Humanidade!

 

PARIS 2024 - Apresentação da Missão de Portugal,

Ricardo Caseiro / Jogada do Mês

PARIS 2024 - Apresentação da Missão de Portugal,

Ricardo Caseiro / Jogada do Mês

 

© 2024 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.