Segunda-feira 23 de Outubro de 0935

Yelena Isinbayeva eleita para a Comissão de Atletas do Comité Olímpico Internacional

coi_logo_newBritta Heidemann, Alemanha (esgrima), Seug-min Ryu, Coreia (ténis de mesa), Daniel Gyurta, Hungria (natação) e Yelena Isinbayeva, Rússia (atletismo), foram eleitos para a Comissão de Atletas do Comité Olímpico Internacional (COI) para um mandato de oito anos.

Os quatro novos membros irão substituir os membros cessantes Claudia Bokel, Dae Sung Lua, Alexander Popov e Yumilka Ruiz Luaces, que foram eleitos para a Comissão de Atletas nos Jogos de Pequim, em 2008, para um mandato de oito anos cada.

Estes novos membros vão substituir os membros cessantes Claudia Bokel, Dae Sung Lua, Alexander Popov e Yumilka Ruiz Luaces, que foram eleitos para a Comissão de Atletas nos Jogos de Pequim, em 2008, para um mandato de oito anos cada, com a cerimónia da tomada de posse a verificar-se no domingo, último dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Reflectindo o objectivo da Agenda Olímpicos’2020 de colocar os atletas no coração do Movimento Olímpico e reforçar o apoio, a Comissão de Atletas do COI serve como um elo entre atletas e do COI.

O objectivo é garantir que ponto de vista dos atletas continua no centro das decisões do Movimento Olímpico, compreendendo actualmente 17 membros, que foram atletas olímpicos ou estão no activo, os membros da Comissão estão envolvidos em muitas actividades-chave do COI, incluindo o processo de avaliação de cidades candidatas que procuram para sediar os Jogos Olímpicos; a composição do programa de desportos para os Jogos; bem como a protecção do desporto limpo.

A Comissão dos atletas supervisiona também o Programa Carreira Atleta COI, criada em 2005, para facilitar a educação, bem como oportunidades de trabalho para os atletas durante e após sua carreira desportiva.

Presidente do COI, Thomas Bach disse: “Os atletas estão no centro dos Jogos Olímpicos. Sua voz é muito importante para o COI. Os meus parabéns vão para os membros recém-eleitos da Comissão de Atletas do COI. Estamos ansiosos para trabalhar de perto com eles para avançar ainda mais o Movimento Olímpico “.

Não deixa de ser sintomática a eleição da russa Isinbayeva, a recordista mundial do salto com vara e que foi proibida de estar nos jogos por estar ligada ao “sistema de dopagem no seu país”, o que prova, de alguma forma, que a atleta “estava” limpa e faz falta nesta Comissão pela experiência vivida ao longo de uma carreira brilhante.

 

Artur Madeira (com AIPS)

© 0936 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.